terça-feira, maio 21, 2024
25 C
Porto Velho
terça-feira 21, maio, 2024
- Publicidade -
gorverno pi 79351

Aproveitadores usam tragédia no Sul para tirar vantagens; Lacração de Nikolas; Marcelo Cruz em várias reuniões

Mais lidos

É inacreditável que parlamentares e militantes da Extrema-direita que se dizem patriotas não respeitem a dor dos gaúchos e estejam dispostos a instalar a confusão e a dúvida por meio da desinformação que confundem e trazem insegurança, na verdade fake news, sobre as ajudas humanitárias e operações de resgate no Rio Grande do Sul. Um milhão de pessoas atingidas pelas enchentes no estado gaúcho, existem famílias que choram por seus parentes mortos, outras pelos parentes desaparecidos, a falta de água potável, energia, internet, alimentos, roupas e comida, todos perderam suas casas, seus carros, álbuns de famílias, documentos e outros, estão vivendo num cenário de terra arrasada. Caros leitores, não existe nenhuma ação de fiscalização que impeça o transporte de doações; Não está sendo exigida nota fiscal de doações; Veículos de apoio ao salvamento não estão sendo multados; Não há recolhimento de jet skis e barcos de quem não tem habilitação; Dinheiro doado pelo Pix oficial não vai para caixa do governo; Aeronaves de particulares  não estão sendo impedidos de ajudar em resgates; Marmitas e lanches não estão sendo confiscadas, mas a vigilância em saúde inspeciona e recomenda o consumo imediato. O que está acontecendo de verdade é fake news e pessoas se apropriando da crise para tirar vantagens pessoais e financeiras.

Mentiras

Continua após a publicidade..
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

Continua após a publicidade..

O Governo do Rio Grande do Sul afirmou que algumas das principais mentiras repercutidas nas mídias sociais são a exigência de nota fiscal para doações e uso do pix oficial para finalidades além do auxílio às vítimas. Caro leitor, ao realizar a doação, a chave do destinatário que aparece é SOS Rio Grande do Sul e o banco Banrisul.

Esclarecer

O Secretário-chefe da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, Artur Lemos, se manifestou publicamente para esclarecer que as doações destinadas aos afetados pelas intensas chuvas que atingem o estado são isentas de taxação, ou seja, é fake news a informação que estão sendo retidas as doações para cobrança de impostos.

Nota

Nas redes sociais, viralizou a informação falsa de que o show da cantora Madonna, no Rio de Janeiro, foi patrocinado pelo Governo Federal, em meio a situação de calamidade no Rio Grande do Sul. Em nota, divulgada pelo Governo Federal, esclareceu que a artista tem como patrocinador o Banco Itaú, a empresa Heineken, além de apoio da Prefeitura e do Governo do Rio de Janeiro.

Fake news

A AGU processa Pablo Marçal por suposta ‘fake news’ sobre as enchentes do RS e pede direito de resposta por uma publicação em que Marçal afirma que as Forças Armadas estariam inertes em relação ao desastre natural. A AGU e órgãos oficiais informaram que pelo menos 12 mil homens da Marinha, Exército e Aeronáutica, além de 94 embarcações, 348 veículos, quatro aeronaves e 17 helicópteros, estão atuando para atender às vítimas das chuvas.

Imagem

Falando em Pablo Marçal, a Rede Globo entrou numa crise de imagem por conta de uma comentarista da Globo News ao dizer que o coach estava espalhando fake news sobre as enchentes no Rio Grande do Sul. Basta ir nas redes sociais para saber a treta que está rolando sobre o tema.

Infantil

A comentarista da Rede Globo cometeu um erro infantil, ela como repórter de um grupo poderoso de comunicação no país, não deveria dar notoriedade a Pablo Marçal, muito menos cair na sua cilada. O bom repórter precisa compreender que gastar tempo, energia e ainda cair na cilada de falar de alguém menor, o menor sempre ganha.

Exemplarmente

O Ministro da Comunicação Social, Paulo Pimenta, oficiou ao Ministério da Justiça, pedido de abertura de investigações sobre a disseminação de fake news a respeito do governo federal que “foi rápido ao usar avião da FAB para levar 125 toneladas de alimentos a Cuba e essa agilidade não foi utilizada no caso do RS”. Essa gente que espalha fake news precisa ser identificada e punida exemplarmente.

Responsabilizar

A Polícia Federal (PF) vai investigar a divulgação de conteúdos falsos a respeito das enchentes no Rio Grande do Sul, inclusive de “golpes do pix”. Mais do que justo investigar, identificar e responsabilizar pessoas que tentam tirar vantagens pessoais e financeiras, além de disseminar notícias falsas que causam transtornos à operação de salvamento e acolhimento.

Uniu

Ontem (08), o prefeito Hildon Chaves (PSDB) que preside a Associação Rondoniense de Municípios (AROM), uniu forças com os prefeitos rondonienses e a primeira-dama, deputada estadual Ieda Chaves (União Brasil), para lançar uma campanha de solidariedade ao Rio Grande do Sul.

Parceria

A rede de solidariedade lançada pelo prefeito Hildon Chaves (PSDB) e a primeira-dama Ieda Chaves (União Brasil), conta com a parceria da Eucatur, que disponibilizará ônibus para transportar as doações até as regiões afetadas.

Doações

Os pontos de doações serão o Prédio do Relógio, Arom, Eucatur, SGC, SIC TV, Rondovisão e Rede Amazônica. Pode ser doado alimentos não perecíveis, roupas, água mineral, utensílios domésticos, fraldas, material de higiene pessoal, ração para cães e gatos, roupas de cama, mesa e banho, colchões, travesseiros e outros.

Trabalhando

O deputado estadual Cirone Deiró (União Brasil) promoveu ontem (08) na Assembleia Legislativa, audiência pública para a apresentação do Plano de Ação sobre a Política de Educação Inclusiva no âmbito da Secretaria de Estado da Educação. Cirone tem trabalhado em conjunto com mães e famílias atípicas para garantir a efetiva implementação de uma política educacional inclusiva no estado.

Lacração

A Coluna está de olho em quem embarcou na lacração lançada pelo deputado federal Nikolas Ferreira (PL) sobre parte dos recursos do Fundo Eleitoral destinados para vítimas da enchente no Rio Grande do Sul. Alguns pré-candidatos a prefeitos e vereadores pelas bandas de cá, entraram na onda, a exemplo do ex-vereador Júnior Cavalcante (PSDB) e o pré-candidato a prefeito Ricardo Frota (Novo).

Salários

Nikolas deveria sugerir primeiro que os altos salários pagos pelo PL ao ex-presidente Jair Bolsonaro e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, fossem redirecionados para as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Agora, vamos aguardar se o ex-vereador Júnior Cavalcante (PSDB) e o pré-candidato a prefeito Ricardo Frota (Novo), vão fazer uso dos recursos do Fundo Partidário e Eleitoral, durante a campanha.

Reuniões

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Marcelo Cruz (PRTB), tem participado de várias reuniões nos quatro cantos da cidade para anunciar que é pré-candidato a prefeito da capital. Como o seu partido só dispõe de poucos segundos de propaganda gratuita no rádio e TV, Marcelo está recorrendo à estratégia dos 3S, ou seja, Sapato, Saliva e Suor.

Ampliado

Falando na estratégia 3S, quem está fazendo muitas visitas em busca de apoio é o pré-candidato a vereador Ednei Lima (Agir). Ele tem ampliado a sua rede de apoio e tem grandes chances de conquistar uma cadeira na CMPV.

Em plena Atividade

Quem está em plena atividade é o Pastor Evanildo Ferreira, pré-candidato a vereador pelo PRTB, partido de seu filho presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, deputado Marcelo Cruz, também do PRTB.

Ouvir

Falando em Marcelo Cruz (PRTB), o pré-candidato a vereador Pastor Evanildo (PRTB), esteve visitando as comunidades rurais da área de entorno da BR 319. Ele tem buscado ouvir os anseios da população para construir o seu Plano de Atuação Parlamentar.

COLUNA FALANDO SÉRIO
- Publicidade -
RONDONIA RURAL SHOW 2024
- Publicidade -

Você pode gostar também!

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo