AERONÁUTICA ASSINA ACORDO PARA OPERAÇÕES DE BALÕES COM O GOOGLE

Propaganda do ar

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) brasileiro e a empresa Google assinaram um acordo que estabelece procedimentos de comunicação em operações de balões não tripulados do Projeto Loon, para garantir a segurança das operações.

O Projeto Loon, desenvolvido pela Google, usa balões de alta altitude para levar internet a áreas rurais e remotas em todo o mundo. Segundo informações da multinacional americana, mais da metade da população mundial ainda não tem acesso à rede.

O programa representa um esforço da Organização em gerar maior proximidade entre os países mais desenvolvidos em aviação civil com aqueles que enfrentarão desafios decorrentes da modernização de sistemas, processos e normas do setor nos próximos anos.

O documento foi assinado pelo chefe do Subdepartamento de Operações (SDOP), do Decea, Brigadeiro do Ar Luiz Ricardo de Souza Nascimento, e pela gerente sênior do Programa – Segurança & Integração Aeroespacial do Google, Julie Jin.

Conectividade para todos

A Google pretende lançar e manter uma frota de balões para fornecer Internet em solo, por meio de lançadores automáticos capazes de lançar um novo balão a cada 30 minutos. 

A conexão de alta velocidade é transmitida ao balão mais próximo de uma empresa de telecomunicações em solo, retransmitida para a rede do balão e, depois, para os usuários no solo. Cada equipamento tem uma área de cobertura de 5 mil quilômetros quadrados.

Os balões são feitos de folhas de polietileno e têm o tamanho de uma quadra de tênis. São construídos para permanecer na estratosfera por um período aproximado de 100 dias, antes de retornar ao solo de forma controlada. Essa distância corresponde a mais ou menos 20 quilômetros de altitude.

Uma equipe rastreia a localização do equipamento usando GPS, em coordenação com o controle de tráfego aéreo local para levar cada balão em segurança para áreas despovoadas.

Existem equipes responsáveis pelo recolhimento, e os balões são reutilizados e reciclados. Toda a operação deve ser realizada de acordo com a regulamentação de balonismo vigente, além de atender às normas nacionais.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Força Aérea Brasileira

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site