Colisão entre carretas na Br-364 mata motorista, deixa duas vítimas feridas e várias cabeças de gado mortas

Propaganda do ar

Segundo informações ainda extraoficiais dão conta de que por volta das 13h50m desta terça-feira (19), as centrais de atendimento do Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), assim como também a Polícia Rodoviária Federal, foram todos acionados a atender uma ocorrência de acidente de trânsito ocorrido na Br-364 sentido Jaru, a aproximadamente 13 Km do município de Ariquemes, pois teria ocorrido um acidente entre duas carretas.

Imediatamente o Corpo de Bombeiros se deslocou com a viatura Auto Bomba Tanque (ABT) equipado com o equipamento desencarcerados, pois havia informação de possível vítima presa em ferragens. Juntamente se deslocaram duas viaturas do SAMU, sendo a Unidade de Suporte Básica (USB) e a Unidade de Suporte Avançado (USA) e também uma viatura da PRF.

Ali chegando, logo os socorristas se depararam com um homem, condutor de uma das carretas, o qual já estava em óbito. No local também haviam outras duas vítimas, sendo o outro condutor da outra carreta e uma mulher, ambos apresentavam ferimentos pelo corpo. Rapidamente foram iniciados os procedimentos de primeiros socorros às duas vítimas que foram transladadas pelas viaturas do SAMU para o Hospital Regional de Ariquemes, onde puderam passar por avaliação mais detalhada para averiguar a gravidade dos ferimentos.

No local ainda não se sabe qual foi o motivo que ocasionou a colisão frontal das duas carretas. Apenas se sabe que a carreta que estava carregada milho agranel seguia sentido Ariquemes e a carreta que estava carregada com animais bovinos seguia sentido Jaru. Vários animais foram mortos devido a violência do impacto.

Mais informações a qualquer momento..

 

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site