DEFENSORIA E SEJUS INICIAM MUTIRÃO CARCERÁRIO NA PRÓXIMA SEMANA

24x31 banner gov

A Defensoria Pública de Rondônia (DPE-RO), em parceria com a Secretaria de Justiça do Estado, inicia na próxima semana mutirão carcerário para analisar os Processos Administrativos  Disciplinares (PADs) represados no sistema prisional de Porto Velho. O Defensor Público-Geral do Estado, Marcus Edson de Lima, informou que serão convocados defensores públicos para atuarem nessa missão.

 

A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira,23, durante  reunião convocada pelo governador Confúcio Moura, no Palácio Rio Madeira, com a participação de todo o  secretariado de Estado, da Defensoria Pública, do Ministério Público, da Assembleia  Legislativa e do  Tribunal de Contas do Estado.

 

Na reunião, após fazer um apanhando de como se encontra a situação do sistema prisional no estado, o Governador conclamou a união de todos para solucionar o problema. “Não vamos resolver essa questão apenas com a construção de mais presídios”, sentenciou. De forma categórica, ele afirmou a responsabilidade não é exclusivamente do Governo, é preciso que cada um assuma o seu papel – Defensoria, Ministério Público, Judiciário, Legislativo. “Estou aqui para, juntos, encontrarmos uma solução concreta e urgente”.

 

Defensoria sem Fronteira

 

Marcus Edson explicou na reunião que será executado também em Rondônia o projeto Defensoria sem Fronteira no mês de março ou abril. O projeto é idealizado pelo Colégio Nacional dos Defensores  Públicos- Gerais (Condege). Devido à urgência, essa ação será desencadeada primeiramente no Amazonas e, posteriormente, a equipe vem para Rondônia.

 

Esta semana, o Colegiado assina convênio com o Ministério da Justiça para efetivação dessa iniciativa, segundo informou o Defensor Público-Geral da DPE, que é também Vice-Presidente do Condege.

 

O Defensoria sem Fronteira contará com 20 defensores públicos, que atuarão junto com uma equipe multidisciplinar. Marcus Edson explicou que não será observado meramente a pena, mas também questões envolvendo paternidade, família e saúde. Ele destacou ainda que o projeto será permanente, com atuação em todos os estados.

 

Apoio

 

O Governador Confúcio Moura se comprometeu a apoiar a Defensoria Pública de forma mais efetiva em um momento  posterior, após resolver a questão do sistema prisional. “Ele garantiu colaborar com a nossa instituição para expandirmos a atuação nessa área”, declarou. Atualmente, a DPE conta com apenas dois defensores públicos  para operar  na execução penal.

 
Emília Araújo – Ascom DPE-RO

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site