FORÇA TAREFA ANALISARÁ 800 PROCESSOS NAS UNIDADES PRISIONAIS DE PORTO VELHO

24x31 banner gov
Teve início nesta segunda-feira, 30, a força tarefa da Defensoria Pública de Rondônia (DPE-RO), em parceria com a Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), que atuará até sexta, 3, em cinco unidades prisionais de Porto Velho, com o objetivo de apurar e dar andamento a mais de 800 Processos Administrativos Disciplinares (PADs), incluindo também os processos dos presos do Monitoramento Eletrônico.
Os defensores designados para a força tarefa foram Bruno Balbé, Diego Simão, João Verde França, Silmara Borguelot, Victor Hugo Lima e Vitor Carvalho Miranda. Os presídios beneficiados são: Casa de Detenção José Mário Alves da Silva – Urso Branco; Penitenciária Edvan Mariano Rosendo – Panda; Colônia Agrícola Penal; Presídio Ênio Pinheiro e a Casa de Detenção Milton Soares de Carvalho – o 470.
O defensor público João Verde França, designado para atuar na Casa de Detenção José Mário Alves da Silva – Urso Branco, explicou a importância da ação. “Os PADs são processos instaurados quando os detentos cometem faltas durante a execução da pena, como o uso de celular ou consumo de drogas dentro do presídio, brigas com outros presos, desentendimentos com os agentes, entre outros”, comenta o defensor público.
“Tudo isso é apurado e incide sobre a progressão de pena dos detentos. Se o processo não for concluído, o regime do preso não progride, impedindo, por exemplo, que ele tenha acesso à liberdade condicional. Diminuir esses PADs é contribuir para a redução da superlotação e,consequentemente,  das chances de rebeliões”, finaliza João Verde França.
Conselho de Estado
A realização da força tarefe resultou de acordo fechado durante reunião com  o Conselho de Estado, presidido pelo Governador Confúcio Moura, semana passada. Na reunião, o Defensor Público-Geral do Estado, Marcus Edson de Lima, se comprometeu a executar essa ação em parceria com a Secretaria de Justiça para reduzir  a quantidade de processos represados nas unidades prisionais de Porto Velho.
Defensoria Sem Fronteira
O projeto nacional Defensoria sem Fronteiras que mobilizará defensores de todo o Brasil para atuarem nas unidades prisionais está previsto para começar em fevereiro. Os presídios do município de Manaus, no estado do Amazonas, serão os primeiros a receber o atendimento dos defensores.  A DPE-RO disponibilizará um defensor para participar da ação. A Defensoria Pública do Estado busca apoio para que o projeto Defensoria sem Fronteira  seja  executado também em Porto Velho, após a conclusão em Manaus.

ASCOM -DPE-RO – Texto: Paulo Silvestrini

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site