ÁUDIO: APENADOS SÃO PRESOS ENQUANTO PRATICAVAM ROUBO EM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA ZONA SUL

Propaganda do ar

Os apenados identificados como Elisson da Silva Belo, 22 anos e Cristian Gardel Oliveira da Silva, 27 anos, foram presos no final da noite desta quarta-feira (01), ao serem flagrados praticando roubo em um estabelecimento comercial localizado na Rua Paulo Francis com Rua Buritis, Bairro Nova Floresta, Zona Sul de Porto Velho. Um revólver calibre 38 contendo seis munições intactas foi apreendido com a dupla. Um terceiro assaltante, conhecido  apenas como Índio, conseguiu fugir

A nossa reportagem apurou que, os três criminosos teriam chegado a pé no local e de arma em punho Cristian anunciou o assalto. As vítimas sofreram sérias ameaças de morte e foram trancadas em um cômodo do comércio, enquanto os assaltantes iam recolhendo dinheiro e celulares. Porém, um transeunte percebeu a movimentação estranha no local e de imediato acionou a Polícia Militar. Várias guarnições fizeram o cerco e perceberam quando Elisson e Cristian tentavam sair pelo portão dos fundos do estabelecimento, mas ao notarem a presença das viaturas retornaram para o interior do comércio.

Rapidamente os policiais conseguiram abordar Cristian e desarmá-lo. Elisson foi preso enquanto se escondia em residências vizinhas. O terceiro criminoso, identificado apenas como Índio evadiu-se. Foi verificado que Cristian é apenado do regime semiaberto, sendo que a sua tornozeleira eletrônica estava envolvida com papel alumínio – meio que apenados usam para burlar o sistema de rastreamento. Já Elisson revelou aos policiais que encontrava-se ausente da Colônia Penal.

A dupla foi encaminhada para a Central de Flagrantes e ficou à disposição da Justiça.

Por Richard Nunes

DRT – 1613/RO

Fonte: Alerta Rondônia

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site