quarta-feira, maio 22, 2024
31 C
Porto Velho
quarta-feira 22, maio, 2024
- Publicidade -
ASSEMBLEIA

Embaixador russo morre ao ser baleado na Turquia

Mais lidos

Um atirador abriu fogo em uma exibição de fotos e matou a tiros o embaixador da Rússia na Turquia. O Kremlin confirmou que Andrei Karlov faleceu após ser levado ao hospital e classificou o ataque de terrorista. O diplomata fazia um comunicado em uma exibição de fotos chamada “A Rússia vista pelos turcos” quando foi acertado pelos tiros. O atirador gritou “Aleppo e “Vingança” após entrar no local se fazendo de segurança. Pouco depois, o terrorista — que, segundo a prefeitura de Ancara, era policial — foi morto pela polícia, segundo a rede “NTV”.

Um vídeo mostra que o atirador mirou especificamente em Karlov. De acordo com a rede BBC, ele gritou “Não esqueça sobre Aleppo, não esqueça sobre a Síria” antes de usar a frase islâmica “Deus é grande”. Já o “Independent” diz que ele gritou: “Nós morremos em Aleppo, você morre aqui”.

Continua após a publicidade..

A embaixada afirmou acreditar que este foi um ataque de radicais islâmicos. Segundo a “NTV”, três outras pessoas ficaram feridas. Já a unidade da rede CNN na Turquia afirma que os tiroteios continuaram no mesmo edifício por mais um tempo, mas logo cessaram.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, confirmou o episódio e disse estar em contato com autoridades turcas. O presidente Vladimir Putin faria uma reunião de emergência para debater o caso.

Continua após a publicidade..

Karlov tem uma longa carreira como diplomata e já ocupou o cargo de embaixador na Coreia do Norte.

— Hoje em Ancara, como resultado de um ataque, o embaixador da Rússia na Turquia, Andrei Gennadyevich Karlov, ficou ferido e morreu — disse a porta-voz. — Nós consideramos este um ataque terrorista.

O episódio acontece um dia antes de o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlüt Çavuşoğlu, viajar a Moscou para conversar com a Rússia e o Irã sobre a grave situalção na Síria e dias depois de protestos na Turquia contra o papel da Rússia na Síria.

Como habitual em recentes ataques terroristas no país, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, impôs um blecatue informativo no país. As atividades de redes sociais foram suspensas e redes de TV foram proibidas de veicular mais informações e imagens sobre o caso.

- Publicidade -
ASSEMBLEIA
- Publicidade -
CAMPANHA TRANSPARÊNCIA- PNA 13.04.2024 BANNER 300X250

Você pode gostar também!

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo