A pós decisão judicial, Júnior Gonçalves retorna à Casa Civil em RO

24x31 banner gov
blank

A decisão foi homologada no início da tarde desta quarta-feira (9) e o secretário deve retornar às funções a partir desta quinta-feira (10). Júnior estava fora do cargo desde o dia 14 de maio.

Júnior Gonçalves e a Operação PROPAGARE: O governo de Rondônia confirmou nesta quarta-feira (9) que após decisão judicial, Júnior Gonçalves, retorna ao cargo de secretário-chefe da Casa Civil do estado. Ele foi denunciado pelo Ministério Público como suposto líder de um grupo criminoso especializado em fraudes nos procedimentos licitatórios e corrupção dentro do governo.

Uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) aconteceu no dia 14 de maio relevando as suspeitas e o secretário deixou suas funções administrativas no mesmo dia.

A decisão do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJ-RO), de reconduzir Júnior ao cargo, foi homologada no início da tarde desta quarta-feira (9). Ele deve retornar às funções a partir da quinta-feira (10). O processo segue sob sigilo.

Quando foi afastado, Júnior Gonçalves declarou que foi notificado sobre a operação e se colocou à disposição para eventuais esclarecimentos.

“De antemão, esclareço a todos que confio na justiça e tenho total convicção de que a verdade prevalecerá”, disse através de nota.

Operação
O GAECO deflagrou em 14 de maio a segunda fase da Operação PropagarePropagare, que investiga a atuação de um grupo criminoso especializado em fraudes nos procedimentos licitatórios e corrupção dentro do governo.

“Apurou-se que a organização criminosa é supostamente liderada pelo Secretário-Chefe da Casa Civil, que conta com o auxílio e colaboração de seu advogado particular, o qual detém importante função na interlocução entre o agente político com os servidores e empresários do ramo de publicidade, razão pela qual a promotoria de Justiça representou pelas medidas”, disse o Gaeco.

Fonte G1

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site