Basa atende mais de 1.500 mulheres com o Amazônia pra Elas

Banco da Amazônia investiu R$5,18 milhões para mais de 1.500 mulheres atendidas pelo Programa Amazônia pra Elas do Banco da Amazônia (Basa). Este valor foi aplicado desde o início do lançamento do programa, realizado em março deste ano.

O programa engloba taxas diferenciadas às mulheres empreendedoras do setor de comércio e de serviços e artistas que propagam a cultura regional. A taxa mais atrativa para o público feminino é a partir de 1,90% ao mês.

Valéria de Jesus é uma das empreendedoras impulsionadas por meio do Amazônia Florescer, que integra o Programa Amazônia pra Elas. Valéria mora na capital do estado de Rondônia, Porto Velho.

A empreendedora abriu a primeira loja de roupas dela há oito anos e vende produtos de varejo como acessórios, vestuários e utilidades. Enfrentou uma crise que quase acabou com o seu negócio. Com o seu primeiro financiamento conseguiu comprar novos produtos e dar um “up” em sua loja. Aos poucos Valéria alcança  a  estabilidade em seu empreendimento e busca crescer ainda mais.

As empreendedoras possuem força de trabalho e o Amazônia Florescer apenas dá um empurrão para essas conquistas. “Considero-me uma empreendedora e o Amazônia Florescer renovou minhas forças para continuar essa empreitada”, finalizou a empreendedora.

Para o gerente executivo de Pessoas Físicas do Basa, Luiz Lourenço, essa iniciativa mostra mais uma vez o comprometimento do Banco com o desenvolvimento dos pequenos negócios e com as mulheres empreendedoras. “Dessa forma, reforçamos ainda mais a aproximação do Banco com o segmento feminino”, comentou.

 

O Amazônia Florescer Pra Elas possibilita o acesso à crédito sem burocracia em pequenas operações que vão até R$ 21 mil, com grupos de 3 a 10 mulheres que prestam aval solidário entre si nas operações de crédito.

 

O grupo deve ser formado por outras empreendedoras de atividades produtivas de pequeno porte que desejam obter o crédito para investimentos, compras de insumos e mercadorias, pequenas reformas, ampliações, com taxas fixas e um prazo para pagamento que varia de 12 a 24 meses.

 

Para Lourenço, os grandes diferenciais dessa linha, além da agilidade de concessão, são o Assessoramento e a Educação Financeira prestada pelos Assessores de Crédito na Metodologia MPO e a renovação do crédito de modo automático, ou seja,  os grupos solidários que pagam em dia tem suas operações renovadas com acréscimo de até 50% nos valores, possibilitando melhorar cada vez mais os seus pequenos empreendimentos e a contribuição com o desenvolvimento econômico e social.

BANNER GOV 03/06/2022

COMO VOCÊ AVALIA A GESTÃO DA PREFEITA CARLA REDANO EM ARIQUEMES?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site