Marcos Rogério aponta hipocrisia da oposição, que defende campeonatos nacionais, mas critica Copa América

Propaganda do ar
blank

O vice-líder do Governo no Congresso Nacional, Marcos Rogério (RO) criticou nesta terça-feira (8), durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, incoerência da oposição de condenar a realização da Copa América no Brasil, enquanto apoia outros eventos desportivos no país, como o Troféu Brasil, campeonatos nacionais, eliminatórias, Libertadores, Fórmula 1, entre outros. “Todos com atletas, desportistas e jornalistas internacionais, mas só a Copa América tem condições de transmitir Covid”, disse o parlamentar, durante a segunda oitiva do ministro da Saúde Marcelo Queiroga, na CPI da Pandemia.

De acordo com Marcos Rogério, o colegiado tem funcionado como a “CPI das narrativas fabricadas”, sem compromisso com a verdade dos fatos. O senador voltou a criticar a parcialidade do relator e do presidente da comissão que, segundo ele, só tratam bem convidados alinhados com suas convicções sobre a pandemia. “Primeiro, era a CPI da Cloroquina, da Carta da Pfizer, depois do Gabinete Paralelo e, agora, a CPI da Copa América. Na falta de provas, fabricam narrativas. Desde o início tenho apontando os pré-julgamentos que ocorrem aqui e que só dão descrédito à comissão. É preciso dar ouvidos aos depoentes e não só extrair deles narrativas já pré-concebidas”, afirmou.

Sobre a alegação da oposição de que atletas instalados no Brasil não têm outra opção de ganhar dinheiro a não ser jogando, Marcos Rogério voltou a lembrar que outros trabalhadores também estão perdendo emprego, renda e fechando seus pequenos negócios porque estão proibidos de abrir as portas. “Se estão tão preocupados com a situação econômica dos jogadores que estão trabalhando no Brasil, deveriam estar também preocupados com os donos de quitandas, de comércio, de mercearias e de salões afora que, por causa de uma política errada de fechamento, estão sem salário”, destacou o vice-líder do Governo.

Para o parlamentar por Rondônia, a comissão parlamentar de inquérito da Covid não pode ser instrumento de defesa de interesses comerciais ou de grupos e ressaltou que é preciso descontruir tentativas da oposição de criar um cenário de colisão entre convidado e presidente da República. “O que nós precisamos é da união de esforços para vencer um inimigo comum: o coronavírus e a demanda que temos por mais vacinas. Temos que trabalhar para solidificar as ações do Ministério da Saúde e não fazer inquisições sobre fatos conhecidos e questões públicas e notórias em uma tentativa clara e evidente de extrair eventuais declarações que gerem conflitos”, concluiu.

blank

 

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site