Mercadoria sem nota: PRF realiza flagrantes em Humaitá/AM e Vilhena

24x31 banner gov
blank

Caminhões transportavam material de construção de maneira ilegal e com de excesso de peso; multas ultrapassam R$ 10 mil.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia registrou, nesta quinta-feira (27), sete ocorrências envolvendo transporte de mercadoria sem nota e excesso de peso. Os registros foram observados em Humaitá/AM e Vilhena/RO.

Apesar de estar localizada no estado do Amazonas, a cidade de Humaitá faz parte da área de cobertura da Delegacia da PRF de Porto Velho (Del 01). Durante atividade de fiscalização de trânsito, com apoio de servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, os policiais flagraram 6 caminhões trafegando de maneira irregular na BR 230. As aferições mensuradas pela balança rodoviária contabilizaram aproximadamente 100 toneladas de materiais para construção, das quais mais de 50 toneladas, que eram transportadas em excesso, resultaram em multas que, somadas, ultrapassam R$ 10 mil.

Já em Vilhena, na BR 435, o motorista de um caminhão responderá por transporte de mercadoria sem nota fiscal, por ter tentado utilizar duas vezes o mesmo documento fiscal para transportar 18 toneladas de argila. O veículo fora abordado duas vezes, na mesma manhã, por policiais de plantão na região e em ambas oportunidades, o condutor apresentou a mesma nota fiscal, incorrendo assim em crime fiscal.

O excesso de peso e os crimes fiscais trazem prejuízos silenciosos à sociedade. Os constantes danos ao pavimento das rodovias ocasionados por veículos que transportam mais carga do que são autorizados e o não recolhimento de impostos referentes a mercadorias comercializadas em nossa região trazem impacto negativo não só na dinâmica dos transportes, mas em toda a convivência dos cidadãos que habitam as cidades do Norte do país.

blank

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site