Ministro Barroso afirma que há consenso médico para adiamento das eleições municipais

Propaganda do ar

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que há consenso médico sobre a necessidade de adiamento das eleições municipais este ano. A possibilidade foi ventilada em reunião do ministro com o vice-presidente do TSE, Luiz Edson Fachin, e os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

O ministro Barroso disse que conversou com oito especialistas nas últimas semanas e de que há “consenso médico” pelo adiamento das eleições municipais. O primeiro turno seria realizado entre a segunda quinzena de novembro e o começo de dezembro. Apesar disso, o presidente do TSE afirmou que a decisão por mudar a data do pleito será “política”.

Cabe ao Congresso Nacional alterar as datas das eleições por meio de uma emenda constitucional, já que a Constituição prevê o primeiro domingo de outubro como a data padrão. Está prevista para a semana que vem uma reunião entre os parlamentares e especialistas em saúde para debate de um possível adiamento.

Segundo Barroso, há conversas para ampliar o horário da votação para 12 horas e campanhas para votação em horários, de acordo com as faixas etárias.

GOVERNO PI 030601

COMO VOCÊ AVALIA A GESTÃO DA PREFEITA CARLA REDANO EM ARIQUEMES?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
alertarondonia

alertarondonia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site