Polícia Civil resgasta animais em situação de maus tratos

24x31 banner gov
blank

Polícia Civil de Buritis, entidade proteção de animais Melhor Amigo, CAPS Centro de Atenção Psicossocial, Zoonose e Vigilância Sanitária Municipal resgataram nesta manhã aproximadamente 30 animais entre cachorros, gatos e outros que se encontravam sob possíveis maus tratos. Alguns cachorros estavam amarrados em correntes sem condições mínimas de alimentação, água, higiene e outros cuidados, outros animais estavam fechados em um cubículo dentro da casa da moradora, a qual residia sozinha. A missão foi coordenada pelo Chefe do Sevic e chefe do Cartório da Polícia Civil e suas equipes conjuntamente com as outras entidades. Os animais resgatados serão submetidos a exames, tratamento sanitário e vacinação e ficarão sob a custódia do grupo Melhor Amigo e de pessoas voluntárias a recebe- los. A media judicial foi integralmente cumprida, a moradora foi encaminhada ao CAPS sob os cuidados dos profissionais da saúde. “há muito tempo recebemos denúncias de maus tratos de animais e há mais de um ano monitoramos a moradora, onde constatamos de fato dezenas de animais em precárias condições de sobrevivência, acorrentados e com falta de água. Empreendemos diligências e no relatório sugerimos à autoridade policial a intervenção urgente e logo em seguida recebemos em mãos a decisão judicial e estamos hoje cumprindo, junto com os demais parceiros” pontou o Chefe de Investigação Silva Carneiro.
O artigo 32 da Lei 9.605/98 pune com pena de até 5 anos o crime de maus tratos a animais, a depender da gravidade do fato.
Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:        (Vide ADPF 640)
Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.
§ 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.       (Vide ADPF 640)
§ 1º-A Quando se tratar de cão ou gato, a pena para as condutas descritas no caput deste artigo será de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda.     (Incluído pela Lei nº 14.064, de 2020)
§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

blankblank blank blank blank

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site