Procuradoria Geral vai investigar bolsonaristas por ataque ao Supremo

Propaganda do ar

A Procuradoria Geral da República abriu, a pedido do presidente do STF, Dias Toffoli, investigação para apurar disparo de fogos de artifício contra a sede da Suprema Corte no último sábado

O procurador geral da República, Augusto Aras, instaurou uma investigação preliminar na noite deste domingo (14) sobre o ataque de bolsonaristas com fogos de artifício contra a sede do Supremo Tribunal Federal, em Brasília. Os militantes da extrema direita simularam um bombardeio ao STF. 

A instauração da investigação preliminar ocorre a pedido do presidente da corte, Dias Toffoli, informa o Painel da Folha de S.Paulo.

O chefe do Poder Judiciário pediu a responsabilização penal de quem causou direta ou indiretamente os ataques e ameaças. Para o ministro Dias Toffoli, a ação pode ter sido financiada por agentes do Estado e representa uma ameaça não só ao STF, mas ao estado democrático de direito.

Toffoli também solicitou a responsabilização de Renan da Silva Sena, por ataques e ameaças ao Supremo Tribunal Federal. Renan já havia praticado crimes por ter agredido verbalmente profissionais de saúde e está por isso sob investigação pelo Ministério Público do Distrito Federal.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
alertarondonia

alertarondonia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site