Relator do processo da Operação Propagare acatou parecer do MP para revogar afastamento de Secretário-Chefe da Casa Civil

24x31 banner gov
blank

Júnior Gonçalves continua impedido de se comunicar com servidores da Secom.

Em decisão liminar, expedida no dia 9 de junho, o relator do processo originado pela “Operação Propagare”, desembargador Roosevelt Queiroz Costa, concedeu parcialmente a revogação de medidas cautelares pertinentes ao processo, ou seja, deferiu o restabelecimento de Júnior Gonçalves no cargo de secretário-chefe da Casa Civil, porém manteve a proibição do mesmo de manter contato com servidores da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado. O processo refere-se justamente à investigação de irregularidades em contratos de publicidade do Executivo Estadual com empresas prestadoras do serviço.

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site