Sedam intensifica ações de educação ambiental em campanha de prevenção às queimadas e incêndios florestais

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), vem realizando desde o mês de março, ações de conscientização para prevenção às queimadas e incêndios florestais no Estado. As atividades envolvem ações de sensibilização junto à sociedade, para combater e informar sobre as doenças respiratórias que ocorrem neste período de queimadas.

As atividades desenvolvidas seguem o Plano Estadual de Prevenção e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais do Estado, como informa a coordenadora de Educação Ambiental, Maricélia Cantanhêde.

Entre os dias 20 e 30 de junho a equipe desenvolve ações nos municípios de Ji-Paraná, Mirante da Serra, Nova União, Outro Preto do Oeste e Alvorada do Oeste, com blitz e pit-stops educativos, reuniões com as prefeituras, secretarias de meio ambiente e também com agricultores e produtores rurais, para orientar a população sobre os perigos das queimadas para a saúde.

Reuniões com prefeituras e secretarias de meio ambiente fortalecem  ações de combate às queimadas e incêndios florestais

As ações são feitas em parceria com o Escritório Regional da Sedam em Ji-Paraná, representado pela assessora ambiental, Andressa Bilch, que ressalta a importância desse alinhamento junto aos municípios, criando assim, uma abertura para conversa entre a população e a Sedam, além do estreitamento da relação entre Estado e município, o que fortalece as campanhas de combate às queimadas e incêndios florestais.

Além disso, a Coordenadoria de Educação Ambiental (Ceam) conta com o apoio da imprensa local para a divulgação das ações à população, por intermédio da realização de entrevistas e participação em programas de rádio e TV.

O trabalho realizado pela Ceam é guiado pelo relatório de focos de calor disponibilizado pela Coordenadoria de Geociências da Sedam, importante para identificar quais municípios estão mais comprometidos com os eventos de queimadas, e assim, prevenir focos de incêndio nestas regiões.

Para combater essas ações criminosas contra o meio ambiente, são disponibilizados de canais de comunicação para denúncias: 0800 647 1150 (Sedam) e 190 (Polícia Ambiental). Outra ferramenta disponível é o aplicativo Guardiões da Amazônia, onde as denúncias podem ser anônimas ou identificadas. No aplicativo tem ainda a opção de registrar as proporções dos crimes ambientais em si, além de um campo para descrever observações.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

[banner group='acima-de-politica']