TJ inicia julgamento de acusados na Operação Apocalipse, em RO

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) começou nesta quinta-feira (18) o julgamento das apelações e embargos de declaração dos condenados na Operação Apocalipse. Deflagrada em julho de 2013, aação investigou um esquema de estelionato e tráfico de drogas e prendeu políticos, empresários e servidores públicos.

Entre os condenados que aguardam o julgamento desta semana, estão Alberto Ferreira de Siqueira, o Beto Baba, e Fernando Braga Serrão, o Fernando da Gata, condenados a 407 anos e 11 meses de prisão cada.

O único político da lista dos apelantes com mandato atualmente é o deputado estadual Jair Montes. Ele foi preso na operação e ficou detido por quase três meses, até ser solto no fim de setembro de 2013.

Montes foi preso novamente em 2018, de forma preventiva, com a sentença do caso. Ele foi condenado em primeira instância a 17 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de estelionato, associação para o tráfico e quadrilha ou bando. Na ocasião, o parlamentar ficou preso pouco mais de uma semana.

Pelo menos 30 pessoas constam na pauta como apelantes, além do Ministério Público como apelado e um banco como assistente de acusação. Ao logo do processo, já foram pelo menos 152 recursos.

Na sentença de primeiro grau, proferida em dezembro de 2018 com 520 páginas, das 50 pessoas denunciadas pelo Ministério Público, 27 foram condenas e quatro absolvidas.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

[banner group='acima-de-politica']