Foragido da Justiça com 21 anos de reclusão é preso com espingarda calibre 12 e munições de 9mm e .40, em Cacoal – VIDEO

24x31 banner gov

Na tarde desta segunda-feira, dia 04, uma força tarefa montada entre a Polícia Militar e a Polícia Civil, através de Policiais Militares do Núcleo de Inteligência da PM de Ji-Paraná e Cacoal e Policiais Civis do Sevic da 1ª DP de Ji-Paraná, prendeu um foragido da justiça considerado de alta periculosidade por ter envolvimento em roubos a banco e veículos pesados e tráfico de drogas. No esconderijo do fugitivo, os policiais encontraram diversas munições de calibres de uso restrito de 9mm e .40, e uma espingarda calibre 12, municiada. Além de munições de calibre 38 e 22, já de uso permitido, sem o devido registro.

De acordo com a Polícia, o fugitivo, identificado como Neucleves Jones da Silva, vulgo “Pinto”, estava escondido em uma casa na Rua Manoel Nunes de Almeida, no bairro Village do Sol II, em Cacoal e não resistiu à prisão. Um sobrinho de Neucleves, que também estava na casa, identificado como Gustavo Adami Genvigir, de 22 anos, assumiu a propriedade das munições e foi flagranteado pelo Posse Irregular de arma de Fogo de Uso Permitido.

Neucleves Jones estava sendo procurado desde o ano passado pela participação direta no roubo ao banco do Brasil no município de Cacaulândia/RO, onde um Policial Militar acabou morto na troca de tiros com os bandidos. Segundo o processo, Neucleves seria o motorista dos bandidos quando o fato aconteceu. Ele chegou a ser preso na época, depois de uma intensa troca de tiros na cidade de Buritis. Depois, conseguiu liberdade provisória e se mudou para Costa Marques, fronteira entre Brasil e Bolívia. Lá, ele foi preso novamente tentando atravessar um caminhão roubado.

Ao tomar ciência da expedição do Mandado de Prisão que saiu em dezembro de 2016, pelo Art. 157 (roubo) e 211 c/c 29 do CP, onde a pena é de 21 anos de reclusão, Neucleves fugiu e nunca mais foi visto. 

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site