MULHER É ALVEJADA NA CABEÇA APÓS RECEBER ALTA HOSPITALAR POR AGRESSÕES DO AMÁSIO

24x31 banner gov

A tentativa de homicídio ocorreu na noite desta quarta-feira (01/02), por volta das 23h30m, na Rua Cora Coralina, Setor 11 em Ariquemes. A Central de Operações da Polícia Militar recebeu a informação, de que no local haviam ocorrido disparos de arma de fogo e uma mulher estaria caída em frente a uma residência.

 

Uma equipe do SAMU socorreu a mulher, de iniciais M.B.P. de 34 anos, ao Pronto Socorro do Hospital Regional de Ariquemes. O projétil se alojou no crânio e ela estava consciente, após passar por alguns procedimentos foi encaminhado ao Hospital João Paulo II em Porto Velho.

 

Segundo informações, o autor do crime teria sido o amásio da vítima, identificado pelas iniciais G.F.M; que já havia agredido a mulher, durante uma briga, na manhã do mesmo dia, ela teria desmaiado e foi socorrida ao Hospital Regional, após receber alta foi para a casa da mãe no Setor 11, pouco antes do crime, o agressor chegou ao local e pediu para falar com a mesma, ela se recusou dizendo que não queria mais viver com o acusado, porém, após muita insistência, ela resolveu falar com ele em frente a casa, momento em que o infrator sacou a arma e disparou. Em seguida o acusado saiu correndo sentido Avenida Guaporé. Os policiais fizeram diligências com a intenção de localiza-lo, porém, sem sucesso. O suspeito vestia camisa vermelha e calça jeans. No local foram encontradas duas cápsulas calibre 22.

 

Segundo testemunhas, a vítima e sua mãe eram ameaçadas de morte, constantemente, pelo acusado.

 

O boletim de ocorrência foi registrado na DPC de Ariquemes para que seja tomada as medidas cabíveis.

 

Da redação do Alerta Rondônia

Ítalo Coelho DRT 1120/RO.

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site