Mulher é presa após matar a facadas filha de apenas 6 meses em Nova Iguaçu – Vídeo

Propaganda do ar

Uma mulher matou a facadas a prpria filha, de apenas 6 meses, no fim da tarde desta tera-feira, no bairro Jardim Jasmin, em Nova Iguau, na Baixada Fluminense. De acordo com agentes da Delegacia de Homicdios da Baixada Fluminense (DHBF), alm da pequena Safira, Lidiane Cruz da Silva esfaqueou a outra filha de 5 anos e sua m�e, que tentava impedi-la. A criana, identificada apenas como Sophia, e Solange Ribeiro, 57 anos, foram encaminhadas ao Hospital da Posse.

Segundo a assessoria da unidade de sade, Solangeteve 70 perfuraes pelo corpo, como na cabea, abdmen, trax e braos. Ela passou por exames, teve os ferimentos suturados e segue em observa�o. Uma das facadas causou o acmulo de ar entre o pulm�o e a parede torcica, mas ainda n�o h necessidade de cirurgias. O estado de sade dela estvel.

J Sophia sofreu mais de 25 perfuraes nos braos e trs na coxa esquerda.Ela passou por exames, teve os ferimentos suturados e segue na unidade em observa�o. O estado de sade da paciente estvel. O servio social da Posse j acionou o Conselho Tutelar para cuidar do caso.

O crime aconteceu na Rua Michel Emanoel, na casa das vtimas, quando a mulher repentinamente pegou uma faca e atacou Solange. A av das crianas conseguiu fugir e a suspeita passou a desferir golpes nas duas filhas. Dois vizinhos ouviram os pedidos de socorro da vtima e conseguiram desarmar Lidiane. Eles acionaram os Bombeiros e a PM, que a prenderam no local.

Segundo informaes preliminares da DHBF, Lidiane aparenta ter problemas psicolgicos. Ela confessou o crime, disse estar arrependida e afirmou que seu marido teria 'entrado em sua mente, mandando que ela matasse suas filhas e se jogasse na frente de um trem'.

A mulher foi autuada em flagrante por homicdio e tentativa de homicdio. Se condenada, ela pode pegar at 30 anos de cadeia.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site