MULHERES VIRAM MAIORIA EM EMPRESAS DE SETORES HISTORICAMENTE COM PREDOMINÂNCIA MASCULINA

24x31 banner gov

Mesmo após anos consecutivos de crescimento da participação feminina no mercado de trabalho, a luta em direção à divisão igualitária no dia a dia corporativo continua uma realidade em 2017. As grandes empresas ainda presenciam em forte escala este movimento, com crescimento acentuado de mulheres até mesmo em setores da economia historicamente com predominância masculina, como a Construção Civil e de Desenvolvimento Urbano. Um exemplo é a Alphaville Urbanismo, que nos últimos cinco anos aumentou o número total de mulheres na empresa em 26%. Com isso, desde o ano passado, elas passaram pela primeira vez a ser maioria na empresa, respondendo hoje por 57% dos colaboradores.

 

Há cinco anos, o número de colaboradoras na empresa era de 173, o que correspondia a 47% do total. Os números foram se aproximando até que, em 2016, elas ultrapassaram os homens. Hoje, são 218 mulheres trabalhando na Alphaville Urbanismo. Entre elas, há mais de 20 gerentes, três diretoras e duas superintendentes, comandando áreas estratégicas como Negócios, Produto, Marketing, Relacionamento com o Cliente, Meio Ambiente, entre outras.

 

“Na Alphaville Urbanismo, responsabilidade ambiental e social norteiam tanto nossos empreendimentos como nossa política interna e, por isso, procuramos oferecer um ambiente igualitário dentro da empresa. O que mais nos satisfaz é que o aumento do número de mulheres em nosso quadro colaborativo se deu de maneira perfeitamente natural. Percebemos como um dos nossos deveres ajuda a empoderar cada vez mais nossas colaboradoras, dando a elas a segurança, confiança e ferramentas necessárias para que possam construir carreiras de grande sucesso”, diz a gerente de Gente & Gestão da Empresa, Daniela de Freitas. 

 

De acordo com a gerente de Gente & Gestão da Alphaville Urbanismo, este movimento de mercado caminha em paralelo com o constante crescimento do profissionalismo no mundo corporativo, já que todas se apresentam bem preparadas para desempenhar as mais variadas funções. “Além da importância social de uma presença mais forte de mulheres dentro do mercado de trabalho, acreditamos que as empresas só têm a ganhar com esse fenômeno”.

 

A divisão entre colaboradores femininos e masculinos no ambiente de trabalho mostra também uma mudança na maneira de pensar das empresas. Tão eficientes e competentes quanto os homens, as mulheres precisam apenas de oportunidades e bons ambientes de trabalho, assim como todos, para crescerem, e estão cada vez mais mostrando isso. “É muito bom ver que a cada ano cresce o número de colaboradoras na Alphaville Urbanismo, que ganha tanto no sentido social quanto na qualidade do produto que consegue oferecer”, diz Daniela.

 

Com o mesmo cenário, também acontece o trabalho da Fundação Alphaville, OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), que nasceu em 2000 tendo como principal mantenedora a Alphaville Urbanismo. A instituição, que promove a construção coletiva de novas soluções de desenvolvimento, conta com a participação majoritária de mulheres em seus mais de 210 projetos.

 

“Dos projetos realizados pela Fundação Alphaville pelo país, vemos predominância de mulheres na organização de cooperativas locais. São elas quem mobilizam vizinhas e parceiras, muitas vezes responsáveis financeiras pelas famílias, que precisam buscar alternativas para ampliação da renda familiar de forma a equilibrar a rotina com os cuidados com a casa e com os filhos. Juntas, formatam ações e constroem possibilidades de negócios que unem a praticidade à sensibilidade, conquistando resultados que reforçam a importância da atenção ao detalhe e da preocupação com as colegas de jornada”, comenta Fernanda Toledo, gerente de Sustentabilidade da Fundação Alphaville.

 

Segundo ela, nas reuniões de trabalho, percebem que as mulheres trazem uma visão mais completa. Contribuem com muitas ideias importantes para as discussões, e daí surgem ações incríveis que beneficiam a todo o processo produtivo. Entre tantos projetos que contam com a liderança feminina, está Ionara Pereira (25 anos), presidente da Cooperativa Avemare há três anos. Ionara lidera um time de mais de 80 cooperados, dos quais pelo menos 50 são mulheres. Em Teresina, a realização de uma horta orgânica comunitária uniu 10 mulheres em prol do mesmo objetivo: contribuir com a renda familiar de forma profissional e organizada. A persistência feminina e a dedicação são fundamentais para que as ações sejam efetivas.

 

Outro grupo integralmente formado por mulheres, as Ceramistas Jacuí uniram a vocação pelo trabalho artesanal cerâmico com a história da cidade. Formado em 2009, a cooperativa conta hoje com 11 artesãs que produzem e comercializam peças, valorizando a cultura local, fortalecendo a autoestima e a convivência entre as associadas.

 

Sobre a Alphaville Urbanismo

Com mais de 40 anos de atuação, a Alphaville Urbanismo leva a todo o Brasil uma proposta exclusiva de planejamento urbano, por meio do desenvolvimento de empreendimentos horizontais que conciliam preservação ambiental, infraestrutura altamente qualificada e o comprometimento com a sociedade. A Alphaville Urbanismo possui 110 empreendimentos já lançados em 22 estados do Brasil e Distrito Federal, que representam mais de 76 milhões de metros quadrados urbanizados.

 

Fernando Antonialli

Ana Nabeiro

Reinaldo Adri

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site