Técnica em enfermagem morre em casa após contrair Covid-19, no interior de Rondônia

Propaganda do ar
blank

A morte da técnica em enfermagem Irani Gomes Arruda, de 39 anos, surpreendeu os amigos e familiares, em virtude de ela ter sido diagnosticada com a Covid-19 mais de três semanas atrás e não ter ficado internada um único dia por causa da doença.

Moradora de um sítio no distrito em Nova Conquista, pertencente a Vilhena, a profissional de saúde faleceu em casa, na manhã desta terça-feira, 16. Ela deixa viúvo e dois filhos, com 14 e 18 anos.

Segundo uma amiga da família, após ser diagnosticada com a doença, Irani se tratou em casa, mas no sábado, 13, ao se sentir mal, veio receber atendimento médico em Vilhena.

Mesmo com seus pulmões já afetados e os rins falhando em virtude da ação do novo Coronavírus, a enfermeira recebeu medicamentos e a orientação para continuar isolada, se tratando em casa.

Ontem, segundo uma pessoa próxima, ela se queixou de dores “no pé da barriga” e, hoje, não resistiu e foi a óbito. Irani aparentemente, até pelo período de infecção, já havia eliminado o vírus, mas não suportou as sequelas da contaminação.

Fonte: Folha do Sul On line

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site