Boca de urna? Pode isso “Arnaldo” ?

Propaganda do ar
blank

Nos dias 11 e 12 deste mês de novembro a comunidade farmacêutica em todo o Brasil,
foram convocadas a participarem das eleições na qualidade de eleitores para escolherem
os seus representantes para os próximos 4 anos e seus respectivos diretores para os
próximos 2 anos.
O processo de sufrágio (voto) diferentemente das eleições para vereadores, governadores,
que são regidas pelo TSE, onde o indivíduo precisa se deslocar para a sua referida Zona
Eleitoral, a eleição ocorreu de forma online através deste site oficial:

https://www.votafarmaceutico.org.br/#/
Tecnologia e segurança digital de ponta, para garantir no mínimo 5 mil transações (votação)
por minuto, conforme disposto nas regras eleitorais do Conselho Federal de Farmácia ,
Resolução 690 de 25 de outubro de 2020, norma máxima vigente para estas eleições.
O que não consta nesta referida resolução é a criação e utilização de “cabines eleitorais”, e
por se tratar de um processo transparente, sério e democrático, qual seria a justificativa de
ser disponibilizado essa “cabine eleitoral” se o processo eleitoral é todo realizado de forma
online?

Será que você farmacêutico inscrito não possui um Smartphone com acesso a internet ? Ou
será que existe um outro interesse escuso para se perpetuar no poder, utilizando-se da
máquina pública a seu favor ?
Publicações oficiais chocaram inúmeros candidatos durante o processo eleitoral que
ocorreu no Estado de Rondônia, o protagonista desta vez foi o próprio Conselho Regional
de Farmácia do Estado de Rondônia, que contrariando as autorizações expressas na
Resolução 690/2020 do CFF, instalou uma “cabine eleitoral” em sua própria sede, na capital Porto Velho.

A atual diretoria do CRF RO estava em processo de reeleição, e até a data do dia

15/11/2021 nossa redação não encontrou nenhuma publicação da Comissão Eleitoral

Regional, informando com antecedência a intencionalidade de disponibilizar essa “cabine

eleitoral”.

Em um País com um vasto histórico de corrupção e impunidade, cabe apenas noticiarmos

com pesar esses fortes indícios de irregularidades, para que os prejudicados possam

representar às autoridades competentes para que a justiça seja feita.

Reportagem

Lincoln Ferreira de Oliveira

Jornalista 1879/RO FENAJ

Foto extraída do Instagram CRF RO

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site