Bebê é arremessado de carro em acidente provocado por pai bêbado, em Rondônia

Propaganda do ar

Um bebê de quase um ano foi arremessado de um carro de passeio após o pai dele colidir contra outro veículo na Avenida Prefeito Chiquilito Erse, antiga Rio Madeira, em Porto Velho, na noite de domingo (12). Inicialmente, o bebê e a mãe foram levados a um hospital particular.

No local do acidente o condutor do veículo branco disse à Polícia Militar (PM) que transitava na avenida Chiquilito Erse, quando no cruzamento com a Raimundo Cantuária houve a colisão transversal com um carro preto, onde estava o bebê.

O boletim aponta que, no momento da colisão, duas mulheres passageiras ficaram feridas e o bebê foi jogado para fora do carro.

A mãe e a criança receberam os primeiros atendimentos em um hospital particular e depois foram encaminhadas ao Hospital João Paulo II. A outra vítima foi levada à Policlínica Ana Adelaide.

Os dois condutores realizaram o teste do bafômetro e o teste feito pelo pai do bebê deu resultado positivo para álcool, sendo 0.53 mg/l, o que caracterizou crime de embriaguez na direção.

Diante do resultado, foi confeccionado o auto de infração e dada a voz de prisão ao pai do bebê, que teve escoriações na cabeça. O homem foi conduzido à Central de Flagrantes.

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesau) informou que  o quadro clínico do bebê e da mãe, apresentam hematomas pelo corpo e fraturas simples. A criança foi transferida para o hospital infantil Cosme e Damião, onde deve ficar em observação.

Na ocorrência não informa se o bebê estava no banco dianteiro do carro com a mãe e não diz sobre o uso de cadeirinha de segurança.

O bebê completa um ano de vida na próxima terça-feira (14) e também teve ferimentos nas cabeça após ser arremessado.

Fonte:G1RO

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site