MP recomenda providências sobre denúncia da existência de roedores em Hospital de Vilhena

24x31 banner gov
blank

O Ministério Público de Rondônia expediu Ofício Recomendatório à Secretaria Municipal de Saúde de Vilhena e à Direção-Geral do Hospital Regional Adamastor Teixeira de Oliveira, solicitando que sejam adotadas providências, em caráter de urgência, quanto a denúncias sobre a existência de roedores no hospital.

Conforme explica o Promotor de Justiça Paulo Fernando Lermen, circula na internet um vídeo, que também foi encaminhado à Promotoria, em que é possível visualizar um roedor caminhando sobre uma cadeira no Pronto Socorro do Hospital Adamastor Teixeira. A imagem foi, inclusive, objeto de reportagem do site Folha Sul On-line.
No documento, o MP afirma que, ainda no ano passado, já havia requisitado informações quanto ao controle de vetores e pragas no local. Assim, diante da recente denúncia, pede que a Secretaria e o hospital expliquem como o trabalho vem sendo executado, destacando que o controle de pragas e vetores deve ser efetuado periodicamente, atendendo às normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Ministério da Saúde.
Ainda no ofício, o Ministério Público solicita que seja  informado o nome da empresa especializada em prestar o serviço, com a devida certificação, remetendo à Promotoria cópia do respectivo contrato.
O MP requer ainda que a secretaria e o hospital prestem esclarecimentos acerca da denúncia, mediante relatório das medidas adotadas no caso; que seja apresentado um parecer técnico elaborado pela empresa responsável por executar o controle de vetores e pragas quanto às ações que têm sido efetuadas, a fim de garantir que sejam cumpridas as normas da Anvisa e do Ministério da Saúde, notadamente no que se refere à presença de roedores no interior do hospital.
Vigilância Sanitária – À Coordenação da Vigilância Sanitária de Vilhena, o Ministério Público solicita, em caráter de urgência, a adoção de providências quanto ao teor da denúncia e pede que seja empreendida visita in loco no Hospital Regional Adamastor Teixeira de Oliveira, a fim de apurar a veracidade da denúncia, sendo adotadas as medidas cabíveis.
DCI-Departamento de Comunicação Integrada
24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site