Coluna Simpi – Simpi retomará negócios com investidores asiáticos no pós pandemia

Propaganda do ar

Simpi retomará negócios com investidores asiáticos no pós pandemia    

O presidente  do  Sindicato das Micro e Pequenas Indústrias de Rondônia (SIMPI),  Leonardo Sobral recebeu nesta segunda feira, 25, a informação  do vice presidente do grupo chinês,  LingchuanJinji  Qingwu Deng e diretores Qin Huarong, Wenhua Deng, da disposição  do grupo  empresarial chines em retomar as tratativas de voltar investir em Rondônia. As negociações  começaram  em 2019 e foram interrompidas por  ocasião  da  pandemia mundial do COVID19,  onde  já iniciavam  os primeiros  passos para a formalização de parcerias comerciais, onde os empresários  acabaram retornando a China e só  agora, com o fim das barreiras sanitárias no Brasil,  os empresários retornarão ao  Brasil, com objetivos pontuais de estudar formas de investimentos nas áreas de mineração e produção de alimentos, assim como a formação de uma futura composição de joint ventures entre empresas chinesas e brasileiras, compartilhando as últimas tendências tecnológicas, estreitando o relacionamento comercial entre micro e pequenas empresas brasileiras e chinesas. O dirigente SIMPI,  empresário  Leonardo Sobral  recebeu  a notícia  com entusiasmo,  haja vista a possibilidade  de  gerar novos negócios e com isso,  colocar o estado  com participação  mais  ativa  na recuperação do  país, sem esquecer  da criação  de mais empregos formais. A carta convite com pedido de liberação de vistos já foi enviada  ao Embaixador brasileiro na República Popular  da China,  Paulo Estivallet de Mesquita em , Guanghua Lu – Chaoyang District Beijing e para os consulados brasileiros em Pequim e Cantão.

Porque tento mas não consigo empréstimo  pela CAIXA? 

A Caixa Econômica Federal lançou recentemente o Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital). Trata-se de uma linha de crédito que oferece até R$ 3 mil para quem atua como Microempreendedor Individual (MEI). O objetivo da ação está em disponibilizar recursos para quem deseja iniciar, ampliar ou melhorar seu estabelecimento.  No entanto, muitos brasileiros têm tido o pedido de empréstimo Caixa Tem negado. Apesar da facilidade de solicitação (que inclui negativados) e das boas taxas oferecidas, a Caixa explicou os motivos que levam à recusa do crédito para algumas pessoas. O 1º erro  mais comum  é o de inserir dados errados no preenchimento nas planilhas de solicitação,  pois o banco avalia as informações repassadas durante o preenchimento do cadastro no Caixa Tem. Já o 2º erro mais comum  é possuir dívidas que ultrapassem R$ 3 mil que pode ser negado para quem possuía contas acima de R$ 3 mil na data de 31 de janeiro de 2022, como prevê a proposta . Já  o 3º erro  e quando o solicitante  não se enquadra nas propostas do SIM Digital. O microcrédito da Caixa é voltado para o empreendedorismo e formalização de pequenos negócios. Portanto, apenas pessoas com esse propósito devem solicitar o empréstimo.  Vale destacar, que o juros cobrados pelo SIM Digital, tem taxas a partir de 1,95% e 1,99% ao mês.

Programa Crédito Brasil Empreendedor quer injetar mais 23 bilhões em micro e  pequenas empresas  

Medida provisória MP1.114/22 que integra Programa Crédito Brasil Empreendedor publicada  no Diário Oficial da União, pretende usar recursos de fundos garantidores para alavancar até R$ 23 bilhões em financiamentos para empresas.  As regras facilitam a utilização desses fundos para cobrir a inadimplência de empresas que conseguem crédito, o que agiliza a liberação de crédito pelos bancos. Dos R$ 23 bilhões que servirão para alavancar o crédito, R$ 21 bilhões vêm do Programa Emergencial de Acesso a Crédito Fundo Garantidor para Investimentos (Peac-FGI).  O Ministério da Economia também informou que dispensou a exigência de certidões negativas de débito para que as empresas tenham acesso a operações de crédito. Sabendo que a principal dificuldade dos empreendedores para terem acesso ao crédito é a falta de garantias o governo federal bancará essas garantias como forma de destravar a liquidez dos bancos para que mais empreendedores tenham acesso ao crédito, acrescentou o comunicado da pasta.

Receita prorroga entrega da Declaração Anual do MEI 

A Receita Federal prorrogou o prazo para envio da Declaração Anual para o microempreendedor individual (DASN-SIMEI) . Agora, os MEIs têm até o dia 30 de junho para entregar o documento, conforme publicado no Diário Oficial da União.  O objetivo é “evitar o acúmulo de obrigações em um curto espaço de tempo”, disse o órgão. O envio dos dados é obrigatório para o microempreendedor e deve ser feito independentemente da declaração do IR do MEI como pessoa física.  A DASN-Simei é para informar o total da receita bruta, a existência de empregados registrados sob o CNPJ do microempreendedor, e os valores dos tributos devidos em cada período de apuração do ano-calendário, além, dos DAS que foram pagos.  Caso o contribuinte não faça a declaração como MEI ou a entrega ocorra fora do prazo, isso resultará em multa que pode ser de R$ 50 até 20% dos impostos pagos mensalmente. Além disso, o CNPJ ficará irregular.

 

Prorrogado prazo de adesão ao Relp para 31 de maio 

O Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) decidiu prorrogar o prazo de adesão ao Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp) para o último dia útil do mês de maio de 2022. O prazo para regularização das dívidas impeditivas da opção pelo Simples Nacional também foi adiado, mudando de abril, para o último dia útil do mês de maio.  O adiamento da adesão ao Relp se tornou necessário para adequação do calendário, até que seja definida a sua fonte de compensação, conforme exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A Receita Federal já está com tudo pronto para dar operacionalidade ao parcelamento, pois  por meio do Relp, as micro e pequenas empresas e os microempreendedores individuais afetados pela pandemia de covid-19 podem renegociar dívidas em até 15 anos. O parcelamento prevê descontos de até 90% nas multas e nos juros de mora e de até 100% dos encargos legais. Também haverá um desconto na parcela de entrada proporcional à perda de faturamento de março a dezembro de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Quem foi mais afetado pagará menos.

GOVERNO PI 030601

COMO VOCÊ AVALIA A GESTÃO DA PREFEITA CARLA REDANO EM ARIQUEMES?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site