DOS BANCOS DE DADOS E CADASTROS DE CONSUMIDORES

24x31 banner gov

O Código de Defesa do Consumidor prevê a possibilidade de inclusão do nome do consumidor inadimplente em banco de dados, tais como SPC Serasa, desde que respeitados alguns requisitos, tais como: 

A comunicação prévia ao consumidor da abertura de cadastro, ficha, registro e dados pessoais e de consumo.  Tal comunicação deverá ser encaminhada por escrito ao consumidor, a menos que seja solicitado pelo próprio consumidor. O Superior Tribunal de Justiça na súmula 359 firmou entendimento de que a comunicação deverá ser feita pelo mantenedor do banco de dados. A falta de comunicação prévia da inclusão do nome do consumidor em bancos de dados poderá configurar dano moral.

É assegurado, no Código de Defesa do Consumidor, o direito de acesso às informações pessoais constantes em cadastros, fichas, registros e dados pessoais e de consumo arquivados, bem como sobre as suas respectivas fontes.

Os cadastros e dados de consumidores devem ser objetivos, claros, verdadeiros e em linguagem de fácil compreensão; são podendo conter informações negativas referentes a período superior a cinco anos. O consumidor, sempre que encontrar inexatidão nos seus dados e cadastros, poderá exigir sua imediata correção, devendo o arquivista, no prazo de cinco dias úteis, comunicar a alteração aos eventuais destinatários das informações incorretas.

São consideradas entidades de caráter público os bancos de dados e cadastros relativos a consumidores, bem como, os serviços de proteção ao crédito e congêneres. Assim, toda informação pessoal, relativa ao consumidor deve ser disponibilizada em formatos acessíveis, inclusive para a pessoa com deficiência, sempre que solicitada por ela.

 Após a prescrição do débito, os Sistemas de Proteção ao Crédito não poderão fornecer quaisquer informações que possam impedir ou dificultar ao consumidor o acesso a novo crédito junto aos fornecedores.

Como forma de orientação, os órgãos públicos de defesa do consumidor manterão cadastros atualizados de reclamação fundamentadas contra fornecedor de produtos e serviços, devendo divulgá-lo anualmente e indicando se a reclamação foi atendida ou não pelo fornecedor. Tais informações serão de livre acesso aos interessados e visa orientá-los na escolha de fornecedores idôneos. Mais informações em www.agnaldonepomuceno.com.br

Autor: Agnaldo Nepomuceno

Fonte: Resumo vídeos aulas saber direto STF e CDC

 

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site