quarta-feira, fevereiro 21, 2024
arigurte
24 C
Porto Velho
quarta-feira 21, fevereiro, 2024
- Publicidade -
gov Jogos intermunicipal de ro

Mãe e filha se unem para vender hambúrgueres em RO e ajudar na educação de crianças da África

Mais lidos

esmo estando longe da África, uma família de Porto Velho decidiu se unir para ajudar as crianças carentes do país africano. Para isto, mãe e filha estão fabricando e vendendo hambúrgueres na capital de Rondônia. O dinheiro obtido nas vendas é enviado para Moçambique e lá ele é usado na alfabetização de meninos e meninas por um missionário.

Segundo Graciete Gama, a mãe, a ideia de vender hambúrgueres aconteceu depois dela conhecer um grupo de jovens missionários.

“Uma vizinha nossa abriu a casa dela para receber os Jovens com uma Missão (Jocum) , mas como eram muitos não tinha lugar para todos dormirem. Foi quando abri as portas para minha casa para recebê-los. Achei lindo o trabalho que eles faziam e como se dedicavam a cuidar do próximo”, disse.

 

Noite do Hambuergue tem o objetivo de juntar dinheiro para ajudar crianças em Moçambique  (Foto: Jheniffer Núbia /G1)

Noite do Hambuergue tem o objetivo de juntar dinheiro para ajudar crianças em Moçambique (Foto: Jheniffer Núbia /G1)

Mesmo depois de os jovens terem ido embora, a filha Bruna Cileia conta que continuou se comunicando com um dos jovens. Com a aproximação, sentiu que deveria ajudar de alguma maneira no campo missionário. Foi quando surgiu a Noite do Hambúrguer, evento que é marcado frequentemente para vender os hambúrgures.

“Minha mãe e eu chegamos a conclusão que não teríamos a mesma coragem de seguir com essa missão pela África. Foi quando decidimos de alguma forma ajudar. Aí fizemos a 1ª edição de Food Nations, a Noite do Hambúrguer”, explica. 

Mãe e filha se uniram para ajudar crianças na África (Foto: Jheniffer Núbia / G1)

Mãe e filha se uniram para ajudar crianças na África (Foto: Jheniffer Núbia / G1)

Na primeira edição do festival de hambúrguer , Bruna explica, que todo o dinheiro das vendas foi enviado ao jovem mexicano Juan Garcia.

“Nós adotamos o Juan e com ele mais de 40 crianças. Ele é formado em Letras e está no campo missionário para ensinar as crianças, isso lá na África. No primeiro festival conseguimos R$600. Com o dinheiro, o Juan comprou chinelinhos e roupinhas e ainda teve uma festa com doces para elas. Ele sempre presta conta de tudo que é gasto com o dinheiro do festival, mesmo sem a gente pedir ou exigir”, explica.

Graciete diz que é preciso um dia todo para a preparação dos hambugueres que serão vendidos na  Noite do Hambúguer (Foto: Jheniffer Núbia / G1)

Graciete diz que é preciso um dia todo para a preparação dos hambugueres que serão vendidos na Noite do Hambúguer (Foto: Jheniffer Núbia / G1)

Graciete explica que, para o bom êxido da Noite do Hamburguer, ela preferiu adotar o sistema de encomenda.

“Para vender os hamburgues é preciso um dia todo na preparação. Na primeira vez fiz a mais e não vendi tanto. Agora preferimos adotar o modo de realização de pedido. Mas sempre acabo fazendo uns a mais. O hambúrguer é feito artesanalmente e tem 130 gramas. O molho e a salada são bem diferentes, porque é uma receita nossa, com pão de massa grossa além de ser acompnhado de batata frita e um copo de refrigerante. Esperamos vender bem, afinal é em prol de um boa causa”, fala.

Hambúrguer é feito artesanalmente (Foto: Jheniffer Núbia/ G1)

Hambúrguer é feito artesanalmente (Foto: Jheniffer Núbia/ G1)

 

- Publicidade -
gov Jogos intermunicipal de ro
- Publicidade -
arigurte
Loja da tucano

Você pode gostar também!

Feito com muito 💜 por go7.com.br
Pular para o conteúdo