ÁUDIO: TEMER DEFENDE MODERNIZAÇÃO PARA ALAVANCAR AGRONEGÓCIO E ECONOMIA

Propaganda do ar

O presidente da República, Michel Temer, participou nesta segunda-feira (20), em São Paulo, do lançamento da etapa paulista do Agro+. O programa busca modernizar o agronegócio para reduzir o custo das atividades do setor e combater a ineficiência gerada pela burocracia.

 

Em seu discurso, o presidente Michel Temer ressaltou que o setor privado tem sido um parceiro importante para o governo nas reformas que vão recolocar o Brasil nos trilhos do crescimento. “Quando um setor cresce, outro também cresce junto. Atento para essa realidade, nosso governo tem um compromisso inafastável com a modernização”, afirmou Temer, ao explicar que quando a agropecuária cresce, mais máquinas são vendidas. Assim, movimenta o comércio, a indústria e o mercado de trabalho.

 

Temer também afirmou que a queda da inflação e dos juros ocorre em função do fortalecimento da economia, com participação decisiva do agronegócio nesse cenário de melhora.

 

A expectativa do governo com a regionalização do programa Agro+ é ter um ganho de eficiência estimado em R$ 1 bilhão, valor que representa 0,2% do faturamento anual do setor, calculado em aproximadamente R$ 500 bilhões.

 

Em 2016, as exportações do agronegócio paulista somaram US$ 17,9 bilhões, com acréscimo de 12,8% em relação a 2015, informou a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo. Os setores com maior destaque foram o complexo sucroalcooleiro, carnes, sucos, produtos florestais e complexo soja.

 

Adesão ao plano – Antes de São Paulo, apenas o Rio Grande do Sul lançou o Plano Agro+ estadual. Rondônia está com o lançamento programado para março e o Distrito Federal para maio, durante a feira AgroBrasília. Os estados de Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro e Goiás já demonstraram interesse ou estão com seus planos avançados.

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) disponibiliza aos estados as informações necessárias à implantação do Agro+ e uma lista de passos para a estruturação dos modelos locais.

 

Plano Agro+ – Com medidas de curto, médio e longo prazos, o Agro+ tem dois eixos: Modernização e Desburocratização e o Marco Regulatório do Plano de Defesa Agropecuária. O foco é a redução da burocracia, que hoje interfere na execução dos serviços.

 

Para tanto, o Mapa acelerou a implementação do Manual de Boas Práticas Regulatórias de Defesa Agropecuária e priorizou as demandas de automação desta área. Isso está sendo feito por meio de portarias e instruções normativas para reorganizar e fortalecer a tramitação de normas.

 

O ministério também vai estabelecer cooperação com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para desenvolver ferramentas capazes de agilizar a troca de informações entre as autoridades sanitárias e os países importadores do agronegócio brasileiro.

 

Assessoria de Comunicação e Eventos (ACE)

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site