EMPREGADA DO BRADESCO TESTA POSITIVO PARA COVID-19 E SINDICATO EXIGE QUARENTENA PARA TODOS FUNCIONÁRIOS E DESINFECÇÃO DE AGÊNCIA EM PORTO VELHO

Propaganda do ar

Uma bancária da agência Jorge Teixeira do Bradesco – localizada ao lado do terminal rodoviário de Porto Velho – testou positivo para a covid-19, e ao tomar conhecimento do caso, o Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) ainda ontem, 25/4, sábado, entrou em contato com a superintendência regional do banco no Estado (via WhatsApp) e exigiu que todos os demais funcionários – incluindo os terceirizados – sejam colocados em quarentena e monitorados.

De acordo com informações obtidas pelo Sindicato, a bancária tão logo apresentou os sintomas, procurou atendimento médico e realizou o exame. Neste período ela foi afastada do trabalho. Na semana em que ela estava em quarentena, mais duas funcionárias apresentaram sintomas de gripe (também afastadas), o suficiente para gerar maior temor naquele ambiente de trabalho, pois nenhuma delas tem diagnósticos concluídos até o momento.

“O problema não reside apenas no fato da agência ter uma funcionária com covid-19 confirmada, e mais algumas com suspeita, todas elas devidamente afastadas do trabalho. O que não podemos ignorar é o fato de que todas elas – tanto a empregada contaminada quanto as que apresentam sintomas – trabalharam com outras pessoas antes de serem afastadas para o monitoramento. E essas pessoas, num ambiente de trabalho fechado, também podem ter sido expostas ao contágio”, destacou José Pinheiro, presidente do Sindicato, que desde que tomou conhecimento dos primeiros sintomas da bancária – que teve a doença confirmada – tem feito cobranças à Regional do banco no Estado.

Nas mensagens que enviou à Superintendência do Bradesco em Rondônia, o Sindicato também exigiu que a agência Jorge Teixeira seja desinfectada por equipe especializada, e que essa desinfecção seja comprovada, e que os casos – positivos e suspeitos – sejam comunicados à Agência Estadual de Vigilância a Saúde (Agevisa).

“Pedimos também que o Bradesco tome todas as medidas de proteção aos empregados e garanta o atendimento de saúde tanto para a empregada que testou positivo, quanto para os que estão apresentando sintomas da covid-19, e que mantenha acompanhamento dos demais empregados que deverão ficarem em quarentena. E caso o banco não tome as providências recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) ingressaremos com ação judicial”, acrescentou Pinheiro.

A denúncia já foi passada pelo SEEB-RO ao setor de crise criado pela Fenaban e Comando Nacional dos Bancários.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
alertarondonia

alertarondonia

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site