Polícia Federal deflagra Operação Colheita Amarga no combate ao desvio e apropriação de verbas públicas junto à Secretaria de Agricultura

24x31 banner gov
blank

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (11/08/2021) a Operação Colheita Amarga, em combate ao desvio e apropriação de verbas públicas junto à Secretaria Estadual de Agricultura. 

As investigações tiveram início no ano de 2018, a partir de notícia anônima endereçada à Gerência de Inteligência da Casa Militar da Governadoria do Estado, a qual apresentou relatório técnico à Polícia Federal.

 

Há indícios de envolvimento de servidores da Secretaria de Agricultura nos desvios de verbas que deveriam ser utilizadas para aquisição de produtos em

diversos municípios de Rondônia.

Até o momento, verificou-se que o crime era praticado de duas formas: através de sobrepreço na compra dos produtos, a fim de parte do valor ser desviado para o servidor envolvido, e também através de simulação de venda unilateralmente pelos servidores integrantes da organização criminosa, sem conhecimento dos produtores rurais. 

Os crimes sob apuração são peculato e associação ou organização criminosa, cometidos por funcionários públicos do Estado de Rondônia em prejuízo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Este programa é promovido pelo Governo Federal em parceria com Estados e Municípios para o enfrentamento da fome, da pobreza e o fortalecimento da agricultura familiar, através da aquisição direta de produtos fornecidos por pequenos agricultores, o que explica o nome da operação.  

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços nas cidades de Porto Velho/RO, Ariquemes/RO, Vale do Anari/RO e Colorado do Oeste/RO.

 

Comunicação Social da Polícia Federal

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site