Dupla é presa com carro roubado e dois quilos de drogas na BR-364, carro estava sendo levado para a Bolívia

24x31 banner gov

Laurisson N. P. S de 28 anos e Paulo A. F de 42 anos foram presos na tarde desta quarta-feira (19), acusados de tráfico de entorpecentes e receptação de veiculo roubado, eles foram presos em um veiculo Palio de cor preta transitando na BR-364, com Campos Sales em Porto Velho sentido a cidade de Guajára Mirim.

A polícia militar com apoio de outras guarnições de apoio conseguiu interceptar o veiculo, e localizaram no interior o motorista Laurisson que de imediato confessou que o veiculo era roubado e que iria entregar o mesmo a uma pessoa na região conhecida como Morrinhos.

Segundo o suspeito, ele iria receber a quantia de R$300,00 pelo serviço, e que o serviço havia sido contratado pela pessoa de Paulo, vindo a informar também o endereço do contratante, no bairro lagoa, zona leste da capital.

Diante das informações, os policias se dirigiram até o local informado por laurisson, no local flagraram Paulo chegando a sua residência em uma motocicleta, ao interceptar o suspeito, foi feita uma revista pessoal, onde localizou em poder do mesmo a quantia de dois quilos de cocaína, e recebeu voz de prisão. A motocicleta não foi constatada nenhum registro de Roubo ou Furto.

Para a polícia, Paulo confessou que o veiculo em questão (carro) era de sua propriedade e que havia comprado pelo valor de R$1.000,00, e que também teria contratado Laurisson para levar o veiculo a uma pessoa na região de Morrinhos, a intenção era a de trocar o veiculo por drogas na Bolívia.

Na casa de Paulo foram apreendidos ainda alguns objetos de procedência duvidosa e encaminhados juntos aos suspeitos para a Central de Flagrantes, ficando a disposição da justiça.

Fonte: Alerta Rondônia

Texto: Cristiano Will Lira

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site