IRMÃOS DE PORTO VELHO SÃO PRESOS LOGO APÓS FURTAR DINHEIRO DE EVENTO EM JI-PARANÁ

24x31 banner gov

Dois irmãos de Porto Velho conseguiram se infiltrar em um evento que aconteceu no “Espaço Coliseu”, na madrugada do último sábado, dia 25, em Ji-Paraná, e levaram todo dinheiro do caixa sem que ninguém percebesse o golpe. Porém, a farsa foi logo descoberta e eles acabaram presos em um hotel da cidade, cerca de duas horas após o crime.

De acordo com a Polícia, Gildean de Jesus Moraes Melônio, de 33 anos, e seu irmão Manoel dos Reis Melônio, de 39 anos, se passaram por funcionários da empresa que estava promovendo o show e, por volta das 02h00, um deles, se aproximou do caixa fingindo que estava conversando com a responsável do evento. Em seguida, Gildean pediu para a funcionária do caixa colocar todo o dinheiro em bolsa que ele mesmo levaria para a organizadora do evento.

Assim que limpou o caixa, os irmãos saíram da festa em um taxi, levando a quantia aproximada de R$ 3.800,00 em dinheiro.

Depois de duas horas, os organizadores descobriram o golpe e, por sorte, conseguiram localizar o taxista que havia levado os irmãos até um hotel, localizado no 2º Distrito.

Imediatamente, as vítimas acionaram a Polícia Militar e foram até ao hotel onde a dupla estava hospedada. Ao ver as viaturas, os irmãos ainda tentaram fugir, pulando as janelas dos apartamentos até serem presos escondidos em um andar que estava em construção.

No carro dos irmãos, um veículo Gol, de placas NCF-2687, os PM’s encontraram todo o dinheiro que foi levado da festa e uma mala contendo roupas e diversos cartões de créditos em nome de terceiros.

Diante da situação, a dupla recebeu voz de prisão e foi conduzida para a delegacia de plantão.

Postado por Izabella Coelho – DRT 1587/RO
Fonte: comando 190

blank

blank

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site