Mandados de busca e apreensão são cumpridos durante operação em cidades de RO

Propaganda do ar

Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos por policiais civis e militares durante um desdobramento da Operação Taberna, na última quarta-feira (20), em três municípios do estado. A operação investiga fraudes e corrupção praticadas por meio de associação criminosa em licitações da contratação da empresa responsável pelas obras na Feira do Produtor Rural de São Miguel do Guaporé (RO), no Vale do Guaporé.

Os mandados foram cumpridos na Câmara Municipal e na Prefeitura Municipal de São Miguel do Guaporé e em residências de Rolim de Moura (RO) e Nova Brasilândia do Oeste (RO).

O Ministério Público de Rondônia (MP-RO) investiga a atuação de pessoas na defesa de interesses privados, assim como o oferecimento de vantagens indevidas a licitantes e eliminando a concorrência, além do pagamento de valores a vereadores, configurando crimes licitatórios praticados por associação criminosa.

Segundo o MP, após a análise dos elementos apreendidos durante a primeira fase Operação Taberna, em novembro deste ano, surgiram fortes indícios do cometimento de crimes licitatórios, advocacia administrativa e de corrupção.

Por conta das investigações, o Poder Judiciário determinou a suspensão da função pública de um vereador e a prorrogação do afastamento das funções do secretário de planejamento de São Miguel do Guaporé.

A decisão do Judiciário determina, ainda, a proibição de acesso e frequência dos investigados às sedes dos órgãos públicos municipais.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura Municipal de São Miguel do Guaporé, que informou que não irá se pronunciar sobre a operação.

Além do MP, a Polícia Civil e Polícia Militar (PM) participaram da operação.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site