Polícia Civil prende suspeito de executar empresário Laércio na Linha C-45 em Ariquemes

Propaganda do ar

No início da noite desta sexta-feira (15/12), agentes da delegacia de patrimônios prenderam um homem suspeito de ser autor do crime de latrocínio ocorrido na Linha C-45 na BR 364 neste mês de Dezembro. 
O suspeito das iniciais S. M. C. F de 34 anos, foi preso em sua residência no Setor Jardim das Palmeiras, os policiais apresentaram ao acusado um mandado de prisão válido por 30 dias. 
Onde pesa contra o acusado a suspeita de ser o autor da morte da vítima Laércio Alves da Silva 43 anos, encontrado morto na Linha C-45 no dia 07 deste mês. 
De acordo com a polícia, a motivação do crime seria uma dívida de 90 mil reais, que o suspeito devia para Laércio, e que no dia do crime a vítima teria recebido do acusado um telefonema onde um encontro foi marcado entre as partes para acerto de tal divida, horas depois Laércio foi encontrado morto por moradores, que ouviram disparos de arma de fogo em meio a mata na Linha C-45. 
O delegado responsável pelo caso afirma que outro suspeito está sendo procurado, até o presente momento todas às provas coletadas apontam para a autoria do suspeito, que de maneira fracassada tentou atrapalhar o curso das investigações. 
A caminhonete da vítima desapareceu, e o caso é tratado com latrocínio ( roubo seguido de morte ), porém, segundo as investigações pode ser considerado como crime de homicídio, execução de dívida. 
Durante o interrogatório o suspeito negou todas perguntas indagadas referente ao crime, afirmou não ser o autor da morte de Laércio. 
Após ser ouvido o suspeito realizou o exame de corpo e delito e posteriormente encaminhado ao sistema carcerário de Ariquemes.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site