SETOR TÊXTIL E DE CONFECÇÃO QUER MENOS JUROS, MAIS CRÉDITO E REFORMAS ESTRUTURAIS PARA A RETOMADA DO CRESCIMENTO

Propaganda do ar
“Os dados do IBGE relativos à queda de 3,6% do PIB em 2016 expressam a tragédia que acometeu a economia brasileira nos últimos anos”, frisou Pimentel, acrescentando: “A produção de vestuário (-6,7%) e a têxtil (-5,3%) foram coerentes com a grave retração do País”. Apesar disso, estima-se que ambos os segmentos tenham crescimento, ainda tênue, de um por cento em 2017.
 
“Acreditamos que a economia nacional, após todas as derrocadas que experimentou, tenha uma leve expansão este ano”, disse o presidente da Abit, ponderando que “é hora de encarar os desafios que temos pela frente e de recolocar o País no caminho da prosperidade”.
 
Contudo, Pimentel alertou que a retomada de um ciclo consistente e duradouro de crescimento somente será viável com a queda dos juros, restabelecimento do crédito e adoção de taxa de câmbio competitiva, em curto prazo, e com a aprovação da reforma previdenciária e da trabalhista, cujos projetos estão em curso. “Também é fundamental a reforma tributária, contemplando a desoneração das empresas e o fim da guerra fiscal”. Tais avanços são muito importantes, pois reduziriam o custo da produção, melhorariam o ambiente de negócios e atrairiam novos investimentos.
 
No caso específico das relações trabalhistas, “é preciso flexibilizá-las, adequá-las à nova realidade da economia, conferir soberania às negociações entre empregadores e empregados e reduzir o percentual dos salários recolhido pelo governo, de modo a aumentar o valor real dos rendimentos dos trabalhadores e reduzir os ônus das empresas”, ressaltou Pimentel.
 
Assessoria de Imprensa: Ricardo Viveiros & Associados – Oficina de Comunicação
CANPANHA DE 13.11.2021 GOV DE RONDONIA

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site