"MENDIGATA DA LESTE" E ADOLESCENTE SÃO DETIDAS POR TRÁFICO E AFIRMAM QUE DÃO APOIO PARA APENADOS DO PCC

Propaganda do ar

No final da tarde desta quinta-feira (16), Janete da Silva de Menezes, 24 anos, muito conhecida no mundo do crime como “Mendigata da Leste” e uma adolescente de 17 anos, foram detidas suspeitas de tráfico de entorpecentes em uma vila de apartamentos localizada na Rua Istambul, Bairro Escola de Polícia, Zona Leste de Porto Velho. A dupla afirmou aos policiais militares que presta apoio à apenados integrantes da facção criminosa denominada Primeiro Comando da Capital – PCC.

Com elas foram apreendidas aproximadamente 200 gramas de maconha. Uma guarnição da Companhia de Operações Especiais (PATAMO/COE), foi informada por um transeunte de que no segundo apartamento de uma vila, no endereço supracitado, duas mulheres estariam comercializando droga. Os policiais então foram para o local, e logo abordaram Janete e a adolescente. Em revista no interior do apartamento foram encontrados um tablete de maconha, pesando aproximadamente 200 gramas, uma porção menor da mesma substância, além de R$ 70,00 em espécie.

As suspeitas informaram para os policiais que são esposas de presidiários, que cumprem pena na penitenciária Urso Panda e 470, respectivamente. Disseram ainda que os apenados são membros da facção criminosa PCC e o apartamento delas servia de apoio para a organização criminosa. Em conversas através do aplicativo WhatsApp contidas nos aparelhos celulares das suspeitas, foi verificado que elas combinavam roubos e tráfico de drogas na cidade. Ambas foram apresentadas na Central de Flagrantes para as providências cabíveis. “Mendigata” disse ainda na delegacia que está grávida de 6 meses.

Fonte: ALERTA RONDÔNIA

Publicado por Richard Nunes

DRT – 1613/RO

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site