ATLETAS E PARATLETAS DE RONDÔNIA TERÃO PASSAGENS GRÁTIS PARA PARTICIPAR DE COMPETIÇÕES NACIONAL E INTERNACIONAIS

24x31 banner gov

Muitos atletas e paratletas aderem ao esporte na escola. Esse é um dos passos que muitos deles buscam para competições nacionais. Mas esta é uma etapa que acontece na juventude.

Quando eles passam para o esportes de alto rendimento, em alguns casos, não possuem patrocinadores, e passam a custear quase todo o seu processo dentro do esporte, como o descolocamento. Viagens que podem sair caras, dependendo do lugar do evento.

Atendendo à necessidade dos atletas e paratletas, o governo de Rondônia incluiu no Programa de Desenvolvimento do Desporto de Rendimento (Proder) a aquisição de passagens para os atletas dos 52 municípios do estado que pretendem participar de competições nacionais e internacionais.

O Proder está vigente desde 2013, e através dele são fomentados os Jogos Intermunicipais de Rondônia (JIR). Como o programa beneficia o esporte de alto rendimento, foi adaptado para os competidores adquirirem as passagens para disputas em outros estados e possivelmente outro País.

A partir da publicação da portaria 06/2017 no diário oficial, os interessados que visam competições esportivas podem adquirir as passagens para as competições, como Jogos Olímpicos, Paralímpicos, Pan-americano, Sul-americano e Mundiais.

Para adquirir as passagens junto à Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Secel) os interessados devem ser filiados ou vinculados a alguma federação esportiva de Rondônia, estar em plena atividade esportiva, comprovação de inscrição do evento, declaração com o comprometimento de inserção no Proder e a programação da competição.

O pedido deverá ser feito pela federação demonstrando classificação, ranking do atleta ou paratleta com cópia dos documentos pessoais. A solicitação deve ser protocolada com todos os documentos no prazo mínimo de 30 dias para viagens nacionais e 45 para saídas internacionais.

Segundo o titular da Sejucel, Rodnei Paes, esse comprometimento do estado busca elevar o desempenho dos atletas e paratletas rondonienses. “As federações devem ficar atentas para a importância da competição e aos prazos de desistência, pois a falta de compromisso pode acarretar custo para o competidor e federação”, disse.

Em casos excepcionais, o atleta ou paratleta deverá justificar sua desistência. Se por ventura queira mudar o horário, ele arcará com as taxas. Caso não embarque e não justifique, o atleta arcará com todos os custos realizados pela Sejucel e ainda ficará impossibilitado de receber o recurso durante dois ano.

 

Por: Maximus Vargas/Secom

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site