Após aumento no ICMS, gasolina chega a custar R$ 6,39

24x31 banner gov
blank

Reajuste de R$ 0,27 no imposto nas distribuidoras de combustível afetou custo da gasolina. Preço final, porém, é decidido por postos

Depois que a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre o litro de combustível aumentou, no domingo (1º/8), consumidores registraram crescimento do preço da gasolina nos postos do Distrito Federal. Em alguns locais, como no SIA, o litro chegou a custar R$ 6,39 nesta segunda-feira (2/8).

A base de cálculo do ICMS sofreu reajuste de R$ 5,737 para R$ 6,009, cerca de R$ 0,27. O custo é cobrado nas distribuidoras que repassam o combustível aos revendedores (postos). O novo valor é do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), o qual varia entre as unidades federativas, e é usado como base de cálculo para a cobrança do ICMS. A cada 15 dias, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publica o Ato Cotepe, com os valores do PMPF dos combustíveis em cada UF.

O etanol também sofreu reajuste, passando de R$ 4,86 para R$ 4,89, assim como o diesel comum, que antes custava R$ 4,663 e agora tem valor de R$ 4,696. A última revisão dos preços havia ocorrido em 16 de julho.

Paulo Roberto Correa Tavares, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindcombustíveis-DF), esclarece que o preço usado como base não é o único componente do valor final. “O preço é livre. Cada posto tem sua planilha de custo e venda”, explicou.

Postos

No SIA, a gasolina chega a custar R$ 6,39, mas é possível encontrá-la mais barata em outros locais. No Setor C, em Taguatinga Norte, o combustível pode ser encontrado a R$ 5,59. Na avenida Hélio Prates, em Taguatinga, o litro chega a R$ 5,69, mesmo valor percebido na QNM 25 de Ceilândia.

Em Águas Claras, é possível encontrar a gasolina entre R$ 5,73 e R$ 5,79. No Eixo W Sul, o preço final pode chegar a R$ 5,89.

Centro-Oeste

Um levantamento relativo à primeira quinzena de julho, feito pela Ticket Log, mostra que a gasolina na Região Centro-Oeste era a mais cara do Brasil, com custo de R$ 6,022. Quando comparado a junho, o preço médio do combustível cresceu 0,94% nas bombas da região. O etanol, por sua vez, registrou o menor preço médio do território nacional, a R$ 4,631.

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site