Operação conjunta entre PMRO, MP e PF coibe crimes na região Soldado da Borracha

24x31 banner gov
blank

A operação conjunta  entre Polícia Militar de Rondônia (PMRO), Ministério Público (MP) e Polícia Federal (PF), Operação Soldado da Borracha, desencadeada na manhã desta segunda, 09, cumpriu 09 mandados de busca e apreensão e 09 prisões preventivas de agentes públicos suspeitos de cometerem crimes caracterizados por conflitos agrários na área rural de Cujubim/RO.

A Polícia Militar de Rondônia (PMRO) durante o patrulhamento rural em todo o Estado identifica as localidades com conflitos agrários e intensifica o policiamento nestas áreas. Atento aos conflitos da área rural de Cujubim e na intenção de coibir crimes, o Comando da PMRO determinou o desencadeamento da Operação Soldado da Borracha, na qual está sendo realizada desde 04 de junho de 2021.

A ação da Polícia Militar, por meio da Operação Soldado da Borracha, já realizou 21 incursões policiais na área, cinco prisões em flagrantes e três armas de fogo ilegais apreendidas, e também identificou agentes de segurança pública – militares: policiais e um bombeiro, de outros municípios que vinham cometendo infrações na área da operação.

Todas as informações levantadas durante operação eram automaticamente repassadas para o Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Ariquemes, e para a Polícia Federal, fato que contribuiu para complementar a investigação do MP e PF, e desencadear a operação de hoje, que visa desarticular uma organização criminosa armada.

09Até o momento, durante as diligências de cumprimento das ordens judiciais, os policiais militares do 7º Batalhão da Polícia Militar (7º BPM) apreenderam mais armamentos, sendo estes com indícios de serem utilizados na relação com os crimes em questão, e mais quatro pessoas presas em flagrante. A operação contínua.

Texto: P5 do 7º BPM / soldado PM Dos Anjos

Fonte: Comando do 7º BPM

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site