Saúde de Rondônia confirma quatro mortes pelo vírus influenza H3N2

Propaganda do ar

A Secretaria de Estado de Saúde do Rondônia confirmou o registro de quatro mortes causadas pelo vírus da influenza H3N2. Uma variante desse vírus é responsável pela escalada de casos no estado, que vive surto de gripe, com mais de 800 registros deste subtipo de influenza, nas últimas semanas.

Em Porto Velho, o prefeito Hildon Chaves revelou que o surto provocou superlotação nas salas de urgência e emergência das unidades de saúde.

O aumento no número de casos deixou as autoridades em alerta, já que o surto da síndrome gripal atinge tanto crianças quanto a população adulta.

Segundo o secretário de Saúde, Fernando Máximo, as quatro pessoas que foram o óbito por causa da Influenza em Rondônia, são:
    • Uma mulher de 66 anos;
    • Um homem de 80 anos;
    • Um homem de 60 anos;
    • Uma criança de 4 anos.

Internações

Até segunda-feira (27), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirmou a internação de 26 pessoas com o vírus da gripe. Desse total, sete estão na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em estado grave.

Fernando Máximo revelou que dos internados na UTI, há duas crianças, uma de 2 anos e outra de 6 meses.

Prevenção

A orientação da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), é que a população use como medida de prevenção e controle da Influenza as mesmas ações adotadas durante a pandemia de Covid-19, como:

    • Distanciamento social
    • Higiene das mãos
    • Limpeza e desinfeção de ambientes
    • O uso de máscaras

As pessoas que tiverem sintomas como coriza, tosse, febre e dor de cabeça, podem procurar alguma unidade de saúde com o atendimento exclusivo para síndromes gripais.

Fonte: DIÁRIO DA AMAZÔNIA
Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site